Como Fazer Transição Capilar: 5 Segredos Essenciais!

Como fazer transição capilar

Se você deseja recuperar a forma e a textura natural do cabelo e procura aprender como fazer transição capilar, deve saber que este processo é desafiador, na mesma medida em que é libertador, pois envolve recuperação de confiança, autoestima e aceitação.

Para te ajudar a entender como funciona a transição capilar, a especialista em tricologia, Amanda Esperancin, dá dicas essenciais através deste artigo. Saiba quanto tempo dura, quais os passos mais recomendados, como cuidar dos fios e o que não fazer durante este processo. Confira!

O que é transição capilar?

A transição capilar é o processo de retirada de toda a química dos cabelos, da raiz até os fios. Esta técnica elimina alisantes, colorações e outras substâncias. Ela se popularizou quando mulheres de fios cacheados ou crespos decidiram voltar aos seus cabelos naturais, sem alisamentos e com ainda mais estilo e personalidade.

Como começar a transição capilar?

Depois de decidir iniciar a transição, é preciso preparar os fios e a mente para cada etapa do processo, pois ele exige paciência, atenção e cuidados especiais em cada fase. É importante contar com uma clínica de tratamento capilar, que pode te ajudar a entender como está a saúde atual do seu cabelo.

Afinal, como começar uma transição capilar? Saiba que o primeiro passo é pausar os procedimentos capilares químicos que alisam os fios. Isso vai manter o seu cabelo natural. Você deve aguardar e trabalhar para que toda a química seja eliminada.

Como fazer transição capilar? 5 passos essenciais

Transição capilar, como fazer? Além de evitar alisamentos, químicas e quenturas, é preciso seguir alguns passos essenciais que irão contribuir para o crescimento e a nutrição do couro cabeludo, raiz, fios e pontas.

Confira as dicas da Amanda Esperancin, especialista em tricologia.

1. Inicie com um corte estratégico

Como fazer transição capilar através de cortes? Este processo consiste em realizar cortes estratégicos em fases específicas da transição. Isso pode trazer a forma natural do cabelo mais rápido, portanto, é essencial desapegar do comprimento. É importante lembrar que o objetivo da transição é deixar os fios 100% naturais, não apenas uma parte, mas todo o cabelo.

2. Crie um cronograma capilar personalizado

Uma das dicas cruciais para aprender como fazer transição capilar é apostar nos cronogramas capilares. Eles são responsáveis por uma rotina de cuidados sólida e envolvem 3 processos básicos: 1 – hidratação; 2 – umectação e 3 – reconstrução. Proporcionam fortalecimento e crescimento saudável dos fios.

3. Invista em penteados protetores

Para aprender como fazer transição capilar, é importante apostar em penteados que irão disfarçar partes sem muitas definições. Alguns exemplos são: coques, tranças, uso de lenços, twister, presilhas, entre outros. Vale ressaltar que você não deve fazer penteados apertados, para evitar que os fios sejam danificados e fiquem quebradiços.

4. Estimule o crescimento do seu cabelo 

Além da rotina de cuidados pontuais, existem opções de tratamentos capilares capazes de estimular o crescimento dos fios, a saúde do couro cabeludo e o conforto da raiz. Alguns exemplos são: massagem no couro cabeludo, que vai estimular a circulação sanguínea na região, ajudando no crescimento, microagulhamento capilar e detox.

5. Proteja os fios durante o sono

Ao dormir, use uma touca de cetim para proteger os fios, ela vai reduzir o frizz, prevenir as pontas duplas e manter a definição dos fios, permitindo que o cabelo permaneça saudável e bem cuidado.

Quanto tempo demora o processo de transição?

Cabelo demora a crescer? Um fio cresce de 1 a 1,5 cm durante o mês, então, o processo de transição capilar pode durar anos ou meses, por isso, ele demanda paciência. Mas caso você opte por cortar o cabelo de mês em mês, pode ser que a transição dure menos tempo.

Qual a melhor forma de acelerar o processo de transição capilar?

Além da opção do “Grande Corte”, não há como acelerar o processo de transição capilar, o ideal é aguardar os fios crescerem saudáveis e de forma natural. O que você pode fazer para estimular esse crescimento, além de cortar, é optar por tratamentos capilares, como já mencionado aqui. Confira mais detalhes de alguns exemplos abaixo!

  • Corte Terapêutico: ideal para eliminar pontas duplas e reduzir o frizz, feito em conjunto com óleos vegetais e essenciais;
  • Detox Capilar: técnica que restaura a saúde dos cabelos, reduzindo danos provocados por químicas e outros poluentes;
  • Intradermoterapia Pressurizada: técnica não invasiva que distribui vitaminas diretamente no couro cabeludo.

Como montar um cronograma capilar para transição capilar?

O processo de transição causa mudanças na textura dos fios, por consequência, há o aparecimento de frizz e os fios ficam mais ressecados e sensíveis à quebra. Para isso, manter uma boa nutrição capilar através do cronograma é essencial durante todas as etapas da rotina de cuidados. 

Comece definindo a quantidade de semanas para cada tipo de ação e escolha uma proposta de rotina mensal, que se divide em: hidratação, nutrição e reconstrução.

Como lidar com as duas texturas do cabelo?

É necessário lidar com as diferentes texturas dos fios na medida em que o cabelo natural vai crescendo, pois ele ainda terá resquícios de química. Primeiro, é importante lembrar que este processo é passageiro, somente uma fase. 

Depois, é necessário entender o estado atual dos fios e identificar o tipo de curvatura do cabelo. Se você é da região paulista, pode buscar ajuda com uma boa tricologista em São Paulo, para passar por este processo da melhor maneira possível.

Cortes para transição capilar

Uma dica indispensável ao se perguntar como fazer transição capilar é contar com um plano de transição, que consiste em um acompanhamento do processo, ou seja, no acompanhamento mês a mês dos resultados alcançados.

Termos da transição capilar que você deve saber

Big Chop

É um tipo de corte (grande corte) que retira toda a parte do cabelo alisado de uma vez, mantendo apenas os fios que estão mais próximos da textura natural. Neste caso, a transição será mais curta.

Scab Hair

São fios que nascem mais quebradiços, secos e ásperos do que os outros. Essa condição é comum de ser notada durante o processo de transição capilar e é causada pelo uso frequente de químicas abrasivas. Você pode aplicar reparador de pontas. Este produto é responsável por selar as cutículas capilares abertas devido a processos químicos.

Texturização

A texturização consiste em tornar o processo de transição menos difícil, cacheando a parte do cabelo que ainda permanece lisa, mantendo a textura por igual. Esta técnica não faz uso de químicas.

Transição Longa e Curta

A transição curta nada mais é do que o Big Chop, e a transição longa, consiste na técnica de esperar o cabelo natural crescer e ir cortando as partes lisas e com resquícios de química aos poucos.

O que não fazer na transição capilar?

Além de aprender o que fazer na transição capilar, também é importante saber o que você deve evitar durante este processo. Você deve manter os fios longe de fontes de calor, como chapinhas, escovas e babyliss. 

Tudo isso, além de mudar a forma e atrasar que o tipo de fio seja identificado durante o processo, afeta a saúde dos cabelos. Não é aconselhável usar nem mesmo fontes de calor menos agressivas, como fazer o uso do secador esporadicamente.

Produtos capilares ideais para a transição capilar

Cuide dos seus fios com a ajuda de produtos capilares naturais, contendo óleos vegetais e óleos essenciais, livres de químicas nocivas. E não esqueça de se alimentar bem!

Uma alimentação rica em proteínas e vitaminas ajudam no crescimento do cabelo. Além disso, o consumo de água diário e correto, vai contribuir para a saúde do cabelo de dentro para fora.

Mora em São Paulo e precisa de ajuda em seu processo de transição capilar? Conte com uma tricologista no ABC, profissional especialista que oferece orientação personalizada e ajuda você a ter cabelos incríveis.

Picture of Amanda Esperancin

Amanda Esperancin

Há 11 anos nesse universo, tenho intimidade com a raiz, o couro cabeludo e a fibra, suas funções e características, entendendo toda a complexidade de cada estrutura e a relação entre elas.

Picture of Amanda Esperancin

Amanda Esperancin

Há 11 anos nesse universo, tenho intimidade com a raiz, o couro cabeludo e a fibra, suas funções e características, entendendo toda a complexidade de cada estrutura e a relação entre elas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Carrinho de compras
plugins premium WordPress